THE INFECTIVITY OF SFMNPV ON FALL ARMYWORM IS INFLUENCED BY THE HOST PLANT

IGOR HENRIQUE SENA DA SILVA, VICTOR HUGO DUARTE DA COSTA, JULIANO DE CARVALHO CURY, FERNANDO HERCOS VALICENTE, RICARDO ANTONIO POLANCZYK

Resumo


ABSTRACT - This work evaluated the infectivity and production of occlusion bodies (OBs) of the SfMNPV-6NR on fall armyworm (FAW), Spodoptera frugiperda, when fed on different host plants. The experiment was performed in laboratory, in a completely randomized design using two concentrations of SfMNPV-6NR (2×106 and 2×107 OBs/mL) and six different host plants (soybean, corn, cotton, bean, sorghum and millet). The larval mortality, larval weight (LW), pupal weight (PW) of S. frugiperda and the production of OBs by virus were evaluated. S. frugiperda larvae were less susceptible to baculovirus when fed on cotton leaves (38 ± 4.17 and 70 ± 6.44% mortality) in the two concentrations tested (2×106 and 2×107 OBs/mL, respectively). The LW was affected by the virus concentration depending on the plant species consumed and the virus concentrations. The PW was affected by the plant species used to feed larvae. There was no effect of the host plant on the OBs virus production. The results demonstrate adverse effects of the host plant on the infectivity of the SfMNPV-6NR in S. frugiperda, especially a deleterious effect of the cotton plant in the virus infection capacity.

Keywords: Fall armyworm, entomopathogenic virus, tritrophic interaction, plant host, cotton.

 

A INFECTIVIDADE DE SfMNPV SOBRE A LAGARTA-DO-CARTUCHO É INFLUENCIADA PELA PLANTA HOSPEDEIRA

 

RESUMO Este trabalho avaliou a capacidade de infecção e produção de corpos de oclusão (CO) de SfMNPV- 6NR sobre a lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda, quando alimentada em diferentes plantas hospedeiras. O experimento foi realizado em laboratório, em delineamento inteiramente casualizado, utilizando duas concentrações de SfMNPV-6NR (2×106 e 2×107 CO/mL) e seis diferentes plantas hospedeiras (soja, milho, algodão, feijão, sorgo e milheto). Foram avaliados a mortalidade larval, o peso de larvas mortas (PL), o peso de pupa (PP) e a produção de CO do vírus. As larvas de S. frugiperda foram menos suscetíveis ao baculovírus quando alimentadas com folhas de algodão, apresentando as menores taxas de mortalidade (38 ± 4,17 e 70 ± 6,44%) com as duas concentrações testadas (2×106 e 2×107 CO/mL, respectivamente). O PL foi afetado pela concentração de vírus, dependendo da espécie de planta consumida e concentração de vírus testada. O PP foi afetado pela espécie de planta com a qual as larvas foram alimentadas. Não houve efeito da planta hospedeira na produção de CO do vírus. Nossos resultados demonstram um efeito adverso da planta hospedeira sobre a infectividade do vírus em S. frugiperda, especialmente um efeito deletério da planta de algodão na capacidade de infecção do vírus.

Palavras-chave: lagarta-do-cartucho-do-milho, vírus entomopatogênico, interação tritrófica, planta hospedeira, algodão.

 


Palavras-chave


lagarta-do-cartucho-do-milho; vírus da poliedrose nuclear; interação tritrófica; algodão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v17n3p369-379