GENETIC VARIABILITY AND EXPECTED GAIN IN THREE MAIZE POPULATIONS

ALINE CARDOSO SOUZA, JOSE BRANCO MIRANDA FILHO, AURILENE SANTOS OLIVEIRA, JEFFERSON FERNANDO NAVES PINTO, CAROLINA MESSIAS SILVA, EDÉSIO FIALHO REIS

Resumo


ABSTRACT - The study of genetic variability in populations undergoing recurrent selection is important to quantify their real potential for breeding purposes. In the present work, three semiexotic maize populations were evaluated on their yield potential and variability for continuing the recurrent selection program. Half-sib families representing three semiexotic populations CRE-01, CRE-02, CRE-03 were evaluated for yield and agronomic traits male flowering (MF), plant height (PH), ear height (EH), ear placement (EP) - ratio = (EH/PH), tassel length (TL), tassel branches (TN), final stand (FS), ears per plot (NE), prolificacy (PR), ear length (EL), ear diameter (ED), ear yield (EY), grain yield (GY). The observed means for grain yield (GY), in percent of the hybrid check, were 93.8%, 89.4%, and 94.6%, showing a relatively good yield potential. Means (cm) for plant height (PH) and ear height (EH) were 221, 237, 241 and 117, 134, 137, respectively, with reductions in relation to the first cycle. Parameters estimates for GY were: additive genetic variance 582.28, 406.70 and 238.11 g2.plant-1; heritability 59.17%, 49.82% and 38.53%; progeny mean basis, and expected gain for progeny selection 8.16%, 6.86% and 3.88%; selection intensity of 20%.

Keywords: Zea mays, recurrent selection, semiexotic population, genetic parameters.

VARIABILIDADE GENÉTICA E GANHO ESPERADO EM TRÊS POPULAÇÕES DE MILHO

RESUMO - O estudo da variabilidade genética em uma população sob seleção é importante para quantificar seu potencial para fins de melhoramento. No presente trabalho foram avaliadas três populações semiexóticas de milho quanto ao seu potencial de produção e de variabilidade para continuar o programa de seleção recorrente em curso. Famílias de meios irmãos representando as três populações (CRE-01, CRE-02, CRE-03) foram avaliadas para caracteres agronômicos florescimento masculino (MF), altura da planta (PH), altura da espiga (EH), posição relativa da espiga (EP), comprimento do pendão (TL), ramificações do pendão (TN), estande final (FS), espigas por parcela (NE), prolificidade (PR), comprimento da espiga (EL), diâmetro da espiga (ED), peso de espiga (EY), peso de grãos (GY). As médias observadas para produção de grãos (GY) foram 93,8%, 89,4% e 94,6% da testemunha, mostrando um bom potencial de produção. As alturas médias da planta (PH) foram 221, 237 e 241 cm e da espiga (EH) foram 117, 134 e 137 cm, com reduções em relação ao primeiro ciclo. As estimativas de parâmetros para GY nas três populações foram, respectivamente: variância genética aditiva 582,28 g2 planta-1, 406,70 g2 planta-1 e 238,11 g2 planta-1; coeficiente de herdabilidade em média de progênies 59,17%, 49,82% e 38,53% e ganho com seleção para 20% de intensidade de 8,16%, 6,86% e 3,88%; ganho com seleção para 5% de intensidade de 10,81%, 10,47% e 5,32%, respectivamente para as populações CRE-01, CRE-02 e CRE-03.

Palavras-chave: Zea mays L., seleção recorrente, população semiexótica, parâmetros genéticos.


Palavras-chave


Zea mays; recurrent selection; semiexotic population; genetic parameters

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v17n1p135-146