RESPOSTA DO MILHO SAFRINHA À ADUBAÇÃO EM DUAS ÉPOCAS DE SEMEADURA

EDUARDO DE PAULA SIMAO, ÁLVARO VILELA RESENDE, MIGUEL MARQUES GONTIJO NETO, EMERSON BORGHI, ÀLISSON VANIN

Resumo


RESUMO - Neste trabalho, objetivou-se avaliar a resposta do milho à adubação NPK, em semeadura realizada nos meses de janeiro e fevereiro, sucedendo a cultura da soja, em Rio Verde-GO. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos casualizados, num esquema fatorial 4x2, constituído por quatro opções de adubação NPK na semeadura, com ou sem adubação nitrogenada de cobertura. Foram cultivados os híbridos P 30F53 YH e DKB 310 PRO, no primeiro e segundo anos, respectivamente, e coletados os dados de altura de plantas e de espigas, número de espigas, de fileiras por espiga, de grãos por fileira, massa de 1.000 grãos e produtividade. A produtividade de grãos do milho safrinha é influenciada pelas épocas de semeadura que definem as condições de disponibilidade hídrica, e pela adubação nitrogenada em cobertura, sem expressar resposta à adubação NPK na semeadura, que, em janeiro, favorece a produtividade, por conciliar melhor a distribuição de chuvas no final da fase de desenvolvimento vegetativo e na fase reprodutiva, etapas críticas para o potencial produtivo do milho. Independentemente da época de cultivo e da adubação NPK na semeadura, a aplicação de N em cobertura promove ganho significativo de produtividade da cultura.

 Palavras-chave: sucessão de culturas, adubação de manutenção, veranico, Zea mays L.

 SECOND-SEASON CORN RESPONSE TO FERTILIZATION IN TWO SEEDING TIMES

 ABSTRACT - This study aimed to evaluate the response of maize to NPK fertilization in sowing in January and February, succeeding soybean crop, in Rio Verde, State of Goiás, Brazil. The experiment was conducted in a randomized block design in a 4x2 factorial scheme, and it consisted of four NPK options in seeding time, with or without nitrogen topdressing. Hybrids P 30F53 YH and DKB 310 PRO were grown in the first and second year, respectively. We collected the data of plant height, ears height, number of ears, number of rows per ear, number of grains by row, thousand kernel weight and productivity. The productivity of second-season maize grain is influenced by sowing time, which defines the conditions of water availability, and the nitrogen fertilization, without expressing response to NPK fertilizer at sowing. Seeding in January favors productivity to reconcile better distribution of rainfall at the end of the vegetative growth phase and reproductive phase, critical steps for the production of maize potential. Regardless of the growing season and NPK fertilization at sowing, application of N topdressing promotes significant productivity gain.

Keywords: crop succession, fertilization, nutrient requirements, dry spell, Zea mays L.


Palavras-chave


Sucessão de culturas, adubação de manutenção, veranico, Zea mays

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v17n1p76-90