EFEITO DO MATRICONDICIONAMENTO INTEGRADO COM CONTROLE QUÍMICO E BIOLÓGICO NA EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS E NA PRODUTIVIDADE DE MILHO

CLAUDINEI ANDREOLI, RAMIRO VILELA DE ANDRADE

Resumo


Uma das principais causas da baixa produtividade de milho (Zea mays L.) é a qualidade de semente, que afeta o estande inicial e a população de plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da qualidade da semente e da integração do condicionamento matricial (MC) com o tratamento químico (Captan) e biológico Kodiak (Bacillus subtilis) na emergência de plântulas e na produtividade de milho, nas condições tropicais de Sete Lagoas, MG, e de estresses de frio, em Ponta Grossa, PR. Dois experimentos foram conduzidos na Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas, em 1996 e 1998, e um em Ponta Grossa, PR, em 1997. Sementes de milho híbrido foram condicionadas com Micro-Cel E na presença de B. subtilis (600 mg kg-1 de sementes), B. subtilis + Captan e ácido giberélico (GA4+7, 100 M). Dois lotes de sementes, com germinação de 95% e 85%, foram condicionados à razão de 20: 5: 20, a 22ºC, por 48 horas, com MC e na presença de Bacillus. Os parâmetros estudados foram: emergência de plântulas aos 10 e 20 dias, estande final, índice de velocidade de emergência (IVE), número de espigas/ha, produção de grãos e de espigas/ha. A qualidade inicial do lote de sementes foi fundamental no estabelecimento do estande e na produtividade de milho; a integração do MC com o tratamento químico e biológico beneficiam a qualidade da semente e a produtividade de milho, especialmente em condições de estresse. O condicionamento com GA4+7 não favoreceu a produtividade de milho e a integração do condicionamento matricial (MC) com o tratamento biológico (Bacillus) mostrou-se efetiva em aumentar o vigor das sementes de baixa qualidade.


Palavras-chave


Bacillus, vigor, matricondicionamento, germinação, priming e biopriming.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v2n03p%25p