QUALIDADE DE GRÃOS DE MILHO APÓS SECAGEM E ARMAZENAMENTO EM AMBIENTE NATURAL E RESFRIAMENTO ARTIFICIAL

PAULO CARTERI CORADI, LÉLIA VANESSA MILANE, LUCAS JNADREY CAMILO, MARIA GABRIELA DE OLIVEIRA ANDRADE, RONEY ELOY LIMA

Resumo


RESUMO - As condições de pós-colheita, secagem e armazenamento são fundamentais para manutenção da qualidade dos grãos de milho. Assim, objetivou-se avaliar as propriedades físicas e a qualidade físico-química dos grãos de milho após secagem com diferentes temperaturas e armazenamento em ambiente natural e resfriamento artificial ao longo de seis meses. O experimento foi conduzido no Laboratório de Pós-Colheita de Grãos (CPCS/UFMS) em um delinea-mento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial (3x2x2x3), três temperaturas de secagem (80, 100 e 120 °C utilizadas nos secadores de grãos na região do Cerrado), duas condições de armazenamento (refrigerada a 10 °C e em ambiente natural a 23 °C) e dois tempos de armazenamento (zero e seis meses) com três repetições. Os grãos de milho foram colhidos com teores de água de 18% (b.u.) e secos em estufa de convecção com ventilação forçada do ar para, em seguida, serem armazenados. O aumento da temperatura do ar de secagem de 80 para 120 °C, associado às condições e ao tempo de armazenamento, foram prejudiciais à qualidade físico-química dos grãos de milho. Concluiu-se que a secagem com temperatura do ar de 80 °C e o armazenamento com resfriamento artificial de 10 °C mantiveram as propriedades físicas e a qualidade físico-química dos grãos de milho.

Palavras-chave - pós-colheita, temperatura, umidade relativa do ar, Zea mays L.


QUALITY OF CORN GRAIN AFTER DRYING AND STORAGE IN NATURAL ENVIRONMENT AND ARTIFICIAL COOLING

ABSTRACT - The conditions of post-harvest, drying and storage are critical to maintaining the quality of corn grain. Thus, this study aimed to evaluate the physical properties and physicochemical quality of corn grain after drying at different temperatures and storage in natural environment and artificial cooling, over six months. The experiment was conducted at the Grain Postharvest Laboratory (CPCS/UFMS) in a completely randomized experimental design in a factorial scheme (3x2x2x3), three drying temperatures (80, 100 and 120 °C used in grain dryers in the “cerrado” region), two storage conditions (cooled to 10 °C and in natural environment at 23 °C), and two storage times (zero and six months), with three replications. The corn kernels were harvested at moisture contents of 18% (w.b.) and dried in a convection oven with forced air ventilation and then stored. The increase in drying air temperature from 80 to 120 °C associated with time and conditions of storage were detrimental to the physical-chemical quality of corn grains. The results showed that the drying air temperatures of 80 °C and storage with artificial cooling at 10 °C maintained the physical properties and physicochemical quality of corn grains.

Keywords - post-harvest, temperature, relative humidity, Zea mays L.


Palavras-chave


Pós-colheita, temperatura, umidade relativa do ar, Zea mays L.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v14n3p420-432