DESEMPENHO AGRONÔMICO DE LINHAGENS S4 DE MILHO EM CRUZAMENTOS TOP CROSSES

MARIANA MARTINS MARCONDES, MARCOS VENTURA FARIA, MARCELO CRUZ MENDES, BRUNO RODRIGUES DE OLIVEIRA, JÉSSICA FRANCIELLE SANTOS, ISABELLA CAVALLIN, ANNA LAURA BALZAN WALTER

Resumo


Objetivou-se avaliar o desempenho de 82 linhagens S4 de milho, obtidas a partir do hibrido Penta, emtop crosses com o híbrido simples P30F53 (testador) mais as testemunhas (P30F53, Penta e Status). Foram avaliados:florescimento masculino (FM); altura de planta (AP); altura de inserção de espiga (AE); e produtividade de grãos(PG), em dois espaçamentos. Houve diferença significativa entre os genótipos para todas as características avaliadase somente não foi constatado efeito significativo dos espaçamentos para a PG. Contudo, a interação ‘genótipos xespaçamentos’, neste caso, foi significativa. Entre os híbridos top crosses (HTC), as médias para o FM variaram de76 a 84 dias. A AP variou de 2,02 (HTC 188) a 2,51 m (HTC 213) e a AE de 1,09 (HTC 188) a 1,49 m (HTC 10). APG, no espaçamento 1, variou de 6.815 (HTC 131) a 13.075 kg ha-1 (HTC 213) e, no espaçamento 2, a PG variou de5.273 (HTC 131) a 13.510 kg ha-1 (HTC 82). Os híbridos top crosses 19, 82, 97 e 213 apresentaram alta produtividadede grãos, aliando características de plantas de estatura média e ciclo precoce. Portanto, suas respectivas linhagens S4devem ser avançadas em programas de melhoramento de milho.

Palavras-chave


Zea mays, linhagens parcialmente endogâmicas, híbrido top cross, melhoramento vegetal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v14n1p145-154