CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DO MILHO UTILIZANDO LEUCENA (Leucaena leucocephala (LAM.) DE WIT)

HÉLIO TEIXEIRA PRATES, NÁDJA DE MOURA PIRES, ISRAEL ALEXANDRE PEREIRA FILHO

Resumo


Avaliou-se o efeito da parte aérea da leucena, em condições de casa de vegetação e campo, sobre o desenvolvimento de plantas daninhas, fítotoxicidade para o milho e acréscimo de nitrogênio para a cultura. Em casa de vegetação (vasos) foram avaliadas 25t/ha da parte aérea da leucena incorporada e colocada em cobertura. Após a distribuição da leucena nos vasos, seguiu-se o plantio do milho 5, 10, 20 e 40 dias. Em condições de campo, foram avaliados 20, 30 e 40t/ha de matéria verde em cobertura e incorporada. A leucena, em casa de vegetação, inibiu o desenvolvimento das plantas daninhas, não apresentando fitotoxicidade para o milho. Em condições de campo, 40t/ha de leucena em cobertura controlaram o desenvolvimento das plantas daninhas sem prejudicar o rendimento de grãos de milho.


Palavras-chave


leucena incorporada, leucena em cobertura, alelopatia, Zea mays L.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v2n02p%25p