DESEMPENHO DE CULTIVARES PARA PRODUÇÃO DE MILHO VERDE NA AGRICULTURA FAMILIAR DO SUL DE RORAIMA

GHEYSA COELHO SILVA, ROBSON SCHMITZ, LELISÂNGELA CARVALHO DA SILVA, GEILSON GOMES CARPANINI, RONILSON COSTA MAGALHAES

Resumo


Devido à escassez de trabalhos científicos relacionados à introdução e avaliação de cultivares de milho para produção de milho verde em Roraima, e mais especificamente no Sul do Estado, os agricultores locais desconhecem as recomendações de seu cultivo. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de cultivares de milho para produção de milho verde, junto a agricultores familiares no município de Rorainópolis, Sul de Roraima. Para tal, seis cultivares de milho foram ensaiadas no delineamento em blocos casualizados com quatro repetições. Foram avaliados os caracteres altura da planta, altura da inserção da espiga principal, prolificidade, produtividade de espigas empalhadas, produtividade de espigas despalhadas, comprimento de espigas empalhadas, comprimento de espigas despalhadas, diâmetro de espigas empalhadas, diâmetro de espigas despalhadas e espigas verdes comercializáveis. As cultivares de milho apresentaram expressiva redução do ciclo fenológico para colheita do milho verde. O híbrido BM3061 apresentou o melhor desempenho em relação à produtividade de espigas verdes empalhadas e despalhadas. As cultivares de polinização aberta UFV M100 e UFV M200 apresentaram desempenho agronômico semelhante aos híbridos, evidenciando sua importância no contexto da agricultura familiar. 

Palavras-chave


espigas verdes, Zea mays, produtividade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v14n2p273-282