PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E PRODUTIVIDADE DE ESPIGAS VERDES DE MILHO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

FABIO NUNES DO NASCIMENTO, EDSON ALVES BASTOS, MILTON JOSÉ CARDOSO, ADERSON SOARES ANDRADE JÚNIOR, VALDENIR QUEIROZ RIBEIRO

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar a influencia de diferentes lâminas de irrigação sobre alguns parâmetros fisiológicos do milho verde, como índice de área foliar e o teor de clorofila total, relacionando-os com a produtividade de espigas verdes e com a eficiência do uso da água. O experimento foi conduzido de setembro a novembro de 2009, em Teresina- PI, na Embrapa Meio-Norte, em um Argissolo Vermelho Amarelo eutrófico, a cultivar utilizada foi o híbrido duplo AG1051. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com quatro repetições, e como tratamentos cinco lâminas de irrigação baseadas em frações da evapotranspiração de referência (25 %, 50 %, 75 %, 100 % e 125 % da  ETo). Os melhores resultados 13.453,13 kg ha-1 e 8.465.62 kg ha-1 deespigas verdes empalhadas e despalhadas foram obtidos com a maior lâmina. O déficit hídrico imposto no estádio V6 (sexta folha completa) reduziu linearmente o índice de área foliar e o teor de clorofila total. Houve uma correlação positiva significativa (p<0,05) da produtividade de espigas verdes despalhadas com o IAF e o teor de clorofila total. A mais alta eficiência do uso da água 2,48 Kg m-3 foi obtida com aplicação da maior lâmina 340,57mm.

Palavras - chave: Zea mays L., Clorofila, índice de área foliar, correlação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v14n2p167-181