CONTROLE QUÍMICO DE DOENÇAS FOLIARES E RENDIMENTO DE GRÃOS NA CULTURA DO MILHO

ERNANDES MANFROI, CAMILLA LANGUINOTTI, ANDERSON DANELLI, GUILHERME PARIZE

Resumo


RESUMO - O uso de fungicidas do grupo dos triazóis e estrobilurinas em sistemas de produção tem sido uma ferramenta importante para preservar o potencial produtivo de alguns híbridos de milho em função da crescente incidência de doenças foliares. Portanto, este trabalho objetivou avaliar a eficiência de fungicidas aplicados em diferentes épocas e número de aplicações no controle de doenças foliares em milho de segunda safra e o reflexo no rendimento. O experimento foi conduzido no ano de 2011 no município de Xanxerê, SC. Foram avaliados cinco fungicidas (tebuconazol, piraclostrobina, azoxistrobina, epoxiconazol + piraclostrobina e ciproconazol + azoxistrobina) em três épocas de aplicação (V8 – oito folhas totalmente expandidas, VT – pendoamento e V8 + VT). O delineamento experimental foi de blocos inteiramente casualizados com os tratamentos dispostos em parcela subdividida com três repetições. A quantificação da área foliar sintomática foi realizada nos estádios fenológicos de R1 (grão leitoso) e R4 (grão farináceo), atribuindo uma nota visual de severidade. Todos os fungicidas utilizados reduziram a severidade de doenças em relação à testemunha. Contudo, os fungicidas piraclostrobina e ciproconazol + azoxistrobina obtiveram melhor controle sobre mancha branca (Phaeosphaeria maydis), mancha de turcicum (Exserohilum turcicum) e cercosporiose (Cercospora zea-maydis), o que resultou em maior rendimento de grãos. A eficiência no controle de doenças por tais fungicidas reduziu em até 42% as perdas de rendimento. Não houve evidências estatísticas para melhores resultados de rendimento de grãos com duas aplicações de fungicidas.

Palavras-chave: severidade; fungicidas; épocas de aplicação.

CHEMICAL CONTROL OF FOLIAR DISEASES AND GRAIN YIELD IN MAIZE

ABSTRACT - The use of fungicides of the groups triazole and estrobilurin has been an important tool to preserve the productive potential of some maize hybrids due to the increasing disease attack. The aim of this work was to evaluate the efficiency of the application of fungicides in different times and number of applications in the diseases control and yield of maize. The experiment was conducted in 2011 and evaluated five fungicides (tebuconazole, piraclostrobin, azoxystrobin, epoxiconazole + piraclostrobin and ciproconazole + azoxiystrobin) in three applications times (V8 - eight leaf collar, VT - tasseling and V8 + VT). The experimental design was randomized blocks with subdivided plots and three replications. The quantification of the symptomatic leaf area was accomplished in the phenological stages R1 (silking) and R4 (dough) assigning a note of visual severity. All fungicides reduced disease severity when compared to control. However, pyraclostrobin and azoxystrobin + cyproconazole fungicides presented better control of white spot (Phaeosphaeria maydis), turcicum spot (Exserohilum turcicum) and cercospora leaf spot (Cercospora zea-maydis), which resulted in higher grain yield. The efficient control of diseases by these fungicides reduced up to 42% the losses of grain yield. There was no statistical evidence for improved grain yield with two fungicide applications.

Key words: Severity; fungicides; application times.


Palavras-chave


Severidade, fungicidas, épocas de aplicação

Texto completo:

PDF