CONSEQUÊNCIAS DA CONTAMINAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SEMENTES DE HÍBRIDOS DUPLOS DE MILHO

CARLOS EDUARDO CAIXETA DE CASTRO, MAGNO ANTÔNIO PATTO RAMALHO, RENATO BARBOSA CAMARGOS

Resumo


O trabalho foi realizado para verificar as consequências das diferentes porcentagens de contaminação na produção de sementes F1 do híbrido duplo. Contaminação devido ao pendão não retirado das linhas fêmeas, quando se utiliza como genitor feminino a população em equilíbrio derivada de híbrido simples. Os tratamentos avaliados foram oito porcentagens com plantas do genitor feminino (C), no desempenho da geração F1 do híbrido duplo UFLA 1 (H), em três locais. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso com seis repetições e quatro linhas com 100 plantas por parcela. Foram avaliados os caracteres altura de plantas e de espigas, a produção de grãos por planta (g/planta) de C e H e a produtividade de grãos por área. Constatou-se que no H a altura da plantas e de espigas aumenta com a redução da percentagem de C na parcela. No caso da planta contaminante C, ocorreu o contrário. A produtividade, g/planta, tanto para C como para H foi incrementado com o aumento na porcentagem de plantas contaminantes. Cada um porcento de plantas oriunda do genitor feminino (C) reduziu a produtividade de grãos, por área, em 58,4 kg/ha.

Palavras-chave


Zea mays; Pólen; Produtividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v13n3p364-370