AVALIAÇÃO DAS PERDAS NA ENSILAGEM DE MILHO EM DIFERENTES ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO

MARCOS ROGÉRIO OLIVEIRA, MIKAEL NEUMANN, ROBSON KYOSHI UENO, JARDEL NERI, FABIANO MARAFON

Resumo


 

Objetivou-se avaliar o efeito do estádio de maturação do milho R3-R4 com 25,6% de matéria seca (MS) e do R5 com 32,6% de MS sobre as perdas de MS e o valor nutritivo das silagens. As plantas ensiladas no estádio R3- R4 apresentaram maiores perdas de MS (9,8% e 2,6% de MS) e de proteína bruta (8,9 e 0,7% de MS), em relação à planta no estádio R5. Foram observadas maiores perdas de fibra em detergente ácido nas plantas ensiladas no estádio R5 (5,6% de MS), frente à planta ensilada no estádio R3-R4 (2,4% de MS). O estrato superior do silo apresentou temperatura superior (26,5 ºC), comparativamente ao estrato inferior (20,6 ºC). O estádio de maturação influenciou na qualidade nutricional e no valor de pH. A taxa de infiltração de ar na silagem durante o período de fermentação exerceu influência na composição final do produto e nas perdas de nutrientes.


Palavras-chave


compactação; época de corte; estratos do silo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v12n3p319-325