OSMORREGULADORES EM PLANTAS DE SORGO SOB SUSPENSÃO HÍDRICA E DIFERENTES NÍVEIS DE SILÍCIO

LUMA CASTRO DE SOUZA, JACKELINE ARAÚJO MOTA SIQUEIRA, JONNY LUCIO DE SOUSA SILVA, CARLA CAROLYNNE RESUENO COELHO, MYRIAM GALVÃO NEVES, CÂNDIDO FERREIRA DE OLIVEIRA NETO

Resumo


O sorgo é uma planta de origem tropical, apresenta capacidade fotossintética considerada boa, se adapta muito bem às diversas condições de fertilidade do solo. Dentre os fatores abióticos, a deficiência hídrica é uma das principais limitações ambientais que influenciam a produção das culturas no planeta. O silício pode estimular o crescimento e a produção vegetal por meio de muitas ações indiretas, o que pode propiciar a proteção contra fatores abióticos, como estresse hídrico. O objetivo deste trabalho foi estudar o conteúdo relativo de água e os osmorreguladores de plantas de sorgo submetidas ao estresse hídrico e a diferentes concentrações de silício. O experimento foi conduzido em casa de vegetação da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra, Capitão-Poço, PA), foram utilizadas plantas de sorgo (Sorghum bicolor [Moench.]) forrageiro, variedade BR 700. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado (DIC) com fatorial 2 x 4, duas condições hídricas (controle e déficit hídrico) e quatro concentrações de silício na forma de metassilicato de sódio (0,5; 1,0; 1,5; e 2,0 mm) com 7 repetições. Os conteúdos relativos de água, amido, sacarose, glicina-betaína, prolina e carboidratos foram afetados significativamente em plantas de sorgo sob estresse hídrico. O silício mostrou ser eficaz quando aplicado em plantas submetidas à deficiência hídrica.


Palavras-chave


estresse hídrico; fatores abióticos; Sorghum bicolor

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v12n3p240-249