CARACTERÍSTICAS DAS SILAGENS DE CINCO GENÓTIPOS DE SORGO CULTIVADOS NO INVERNO

DANIEL ANANIAS DE ASSIS PIRES, VICENTE RIBEIRO ROCHA JÚNIOR, ELEUZA CLARETE JUNQUEIRA SALES, SIDNEI TAVARES DOS REIS, DIOGO GONZAGA JAYME, SANDRA SOUSA DA CRUZ, LUCIANA OLIVA BARBOSA LIMA, DANIELLA CANGUSSÚ TOLENTINO, BRUNNA LUIZA COLLARES ESTEVES

Resumo


 

O experimento foi realizado na Fazenda Experimental da Unimontes em Janaúba, Norte de Minas Gerais, com o objetivo de determinar as características das silagens de cinco genótipos de sorgo cultivados no inverno. Foram utilizados os materiais Volumax, AG 2005E, Qualimax, BRS 610 e AG 2501. O plantio foi realizado em blocos casualizados com quatro repetições por genótipo. Os dados foram submetidos às análises de variância por meio do programa Sisvar e as comparações de médias foram feitas de acordo com o teste de Scott-Knott ao nível de significância de 5%. Após o corte, parte do material foi ensilada. Após a abertura dos silos, as amostras foram pré-secas, moídas e acondicionadas em frascos de vidro para análises de pH, NH3/NT, ácido láctico, ácido acético e digestibilidade in vitro da matéria seca. Os valores de pH, NH3/NT, ácido láctico e ácido acético das silagens foram satisfatórios para um bom perfil de fermentação. As maiores porcentagens de DIVMS das silagens foram encontradas nos genótipos Qualimax, BRS 610 e AG 2005E, que não diferiram entre si e foram superiores aos demais. Os genótipos estudados apresentaram produção de massa verde, características agronômicas e valores nutricionais adequados à produção de silagens, com bom padrão fermentativo quando cultivados no inverno.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v12n1p68-77