INCORPORAÇÃO MECÂNICA DE COMPOSTO ORGÂNICO E PRODUTIVIDADE DO MILHO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO ORGÂNICO

LUIZ FERNANDO FAVARATO, JOÃO CARLOS CARDOSO GALVÃO, CAETANO MARCIANO SOUZA, HAROLDO CARLOS FERNANDES, DARLAN NASCENTES CUNHA, GUILHERME SOUSA PAULA

Resumo


 

Uma das dificuldades do sistema de plantio direto orgânico é em relação à adubação orgânica, feita na superfície do solo, que diminui o aproveitamento de nutrientes pela planta. Dessa forma, a incorporação mecânica do adubo orgânico seria um meio de minimizar esses problemas. Objetivou-se avaliar a eficiência da incorporação mecânica de composto orgânico, por meio de uma adubadora adaptada, sobre o crescimento, acúmulo de nutrientes e produtividade do milho no sistema de plantio direto orgânico. Foi utilizada aveia-preta como planta formadora de palhada. O experimento foi disposto em delineamento de blocos casualizados com quatro repetições, seguindo um esquema fatorial 2 x 3 (presença ausência de palhada) e (composto orgânico aplicado na superfície do solo ou incorporado no solo e ausência de adubação). Utilizou-se a variedade de milho UFVM-100 na população de 40.000 pl ha-1. Determinaram-se a matéria seca e o acúmulo de N, P, K, Ca e Mg nos estádios V4, V6, V8 e R1 e a produtividade de grãos. A incorporação mecânica do composto orgânico no solo proporcionou maior acúmulo de massa seca e macronutrientes, influenciando positivamente o crescimento e a produtividade das plantas de milho no sistema plantio direto orgânico. A incorporação de palhada de aveia-preta no solo proporciona maior acúmulo de nitrogênio, fósforo e potássio em plantas de milho cultivadas no sistema de plantio direto orgânico.


Palavras-chave


Zea mays L.; crescimento; cultivo orgânico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v12n2p138-151