ANÁLISE ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DE SORGO NA SAFRINHA COM DIFERENTES FONTES DE NITROGÊNIO EM COBERTURA

STELLA TOSTA LEAL, MARIA APARECIDA ANSELMO TARSITANO, RENATO JAQUETO GOES, ANDERSON TERUO TAKASU, RICARDO ANTONIO FERREIRA RODRIGUES, ORIVALDO ARF, JOÃO ÉDINO ROSSETTO, CÁSSIA TOSTA LEAL

Resumo


 

O sorgo é uma cultura de grande importância nos cultivos de safrinha na região Centro-Oeste. O trabalho teve como objetivo analisar economicamente a aplicação de fontes e doses de nitrogênio em cobertura sobre a produtividade do sorgo granífero. A pesquisa foi conduzida no período da safrinha em 2011 na Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade de Engenharia do Campus de Ilha Solteira, Unesp, localizada em Selvíria, MS. No experimento, foi utilizado o híbrido granífero AG 1040. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, no esquema fatorial 2 x 5, totalizando 10 tratamentos, constituídos pela combinação entre duas fontes nitrogenadas (ureia e sulfato de amônio), com cinco doses de nitrogênio (0, 20, 40, 60 e 80 kg ha-1) e quatro repetições por tratamento. A aplicação do nitrogênio foi realizada em cobertura, ao lado das plantas, quando encontravam-se no início do estádio EC2 (iniciação da panícula), com seis folhas totalmente expandidas, correspondente, neste experimento, aos 20 dias após a emergência. As estimativas de custos foram elevadas, principalmente devido às adubações realizadas. As aplicações de doses de nitrogênio não responderam em produtividade, considerando os preços médios obtidos em 2011.


Palavras-chave


Sorghum bicolor L. Moench; sulfato de amônio; uréia; custo operacional; rentabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v12n2p85-91