VARIEDADES DE SORGO SACARINO EM DIFERENTES ESPAÇAMENTOS E POPULAÇÃO DE PLANTAS

ANDRE MAY, MONICA MATOSO CAMPANHA, ALEXANDRE FERRREIRA DA SILVA, MAURÍCIO COELHO, RAFAEL AUGUSTO DA COSTA PARRELLA, ROBERT EUGENE SCHAFFERT, ISRAEL ALEXANDRE PEREIRA FILHO

Resumo


 

O sorgo sacarino surgiu como importante alternativa para a geração de biomassa na produção de etanol. Este trabalho objetivou avaliar o efeito do espaçamento entrelinhas e da população de plantas sobre a produção de sorgo sacarino em diferentes locais. Foram instalados dois experimentos, em duas localidades, Patos de Minas, MG e Sete Lagoas, MG, utilizando as cultivares BRS 505 e CMSXS 647, respectivamente. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 4 x 4, sendo quatro espaçamentos entrelinhas (0,5; 0,6; 0,7 e 0,8 m) e quatro populações de plantas (80.000; 100.000; 120.000 e 140.000 plantas ha-1). As características avaliadas na colheita foram: altura da planta; diâmetro do colmo; números de perfilhos e de folhas; massa fresca total, de folhas, de colmos e de panículas; massa de caldo; e Brix. O arranjo de plantas influencia o crescimento do sorgo sacarino, resultando em maiores produtividades de caldo em área cultivada com menores espaçamentos entrelinhas e maiores populações de plantas. A redução no espaçamento proporciona maiores incrementos na produção em comparação à elevação na população de plantas, além de aumentar o Brix no caldo.


Palavras-chave


Sorghum bicolor, população de plantas, biomassa, bioenergia, manejo, etanol, sistemas de produção

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v11n3p278-290