VALOR NUTRICIONAL E PERDAS DURANTE A FERMENTAÇÃO DE SILAGENS DE MILHO COM AÇÚCAR OU INOCULANTE

PAULA MARIA ZANETTE, MIKAEL NEUMANN, MARCUS VENTURA FARIA, ROBSON KYOSHI UENO, FABIANO MARAFON, THOMER DURMAN

Resumo


Objetivou-se, com este estudo, avaliar o efeito de silagens de milho aditivadas com açúcar ou inoculante bacteriano comparativamente com a convencional sobre perdas durante o processo fermentativo e valor nutricional. Foram avaliados três tratamentos: silagem sem aditivos (convencional); silagem com adição de açúcar refinado comercial; e silagem com inoculante bacteriano, composto por Enterococcus faeciumLactobacillus plantarumPediococcus acidilatici, amilase, celulase e hemicelulase, avaliados em dois estratos do silo (camada superior e camada inferior). As perdas por estrato no silo foram maiores na camada superior para MS, FDA e FDN; porém, no estrato inferior do silo, as silagens aditivadas não diferiram entre si para perdas de PB. Não houve efeito da aplicação de aditivos sobre as perdas de FDN e FDA, com valores médios de 22,58 e 19,54%, respectivamente. Maiores perdas (p > 0,05) de PB foram obtidas na silagem tratada com inoculante bacteriano (24,25%), em comparação com a tratada com açúcar (20,05%) ou a convencional (0,13%). A silagem aditivada com açúcar teve a menor (p > 0,05) recuperação de MS (83,01%) comparativamente à silagem convencional (85,34 %) e a silagem aditivada com inoculante bacteriano resultou na maior (p > 0,05) recuperação de MS no silo (89 %). 

 

 


Palavras-chave


aditivos, estrato no silo, perdas de matéria seca

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v11n2p178-189