APLICAÇÃO DE FUNGICIDAS NO CONTROLE DE DOENÇAS FOLIARES NA CULTURA DO MILHO

DANIEL FERNANDES COSTA, BRUNO SÉRGIO VIEIRA, EVERALDO ANTÔNIO LOPES, LARA CAROLINE BORGES MOREIRA

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de fungicidas no controle das doenças foliares do milho provocadas por Phaeosphaeria maydis e Puccinia polysora e na produtividade da cultura. O experimento foi realizado na Fazenda Vinícius, localizada no município de Patos de Minas - MG. Os seguintes fungicidas (g.i.ha-1) foram aplicados na cultivar 30F53H, com pulverizador costal/manual, no estádio fenológico de V10 (dez folhas completamente desenvolvidas) da cultura: piraclostrobina + epoxiconazol (133 + 50), azoxistrobina + ciproconazol (200 + 80), trifloxistrobina + tebuconazol (100 + 200). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com quatro tratamentos e quatro repetições. Parcelas sem fungicidas constituíram a testemunha. Para a avaliação sintomatológica, utilizou-se escalas de notas de severidade de 0 a 5 (0= ausência de lesões ou pústulas foliares e 5= lesões em 100% das folhas, com seca das plantas). Houve redução significativa da severidade da mancha de Phaeosphaeria maydis em parcelas onde foram aplicados os fungicidas em relação á testemunha, porém não houve diferença entre os fungicidas testados. Não houve diferença significativa entre os tratamentos no controle de Puccinia polysora e na produtividade da cultura do milho.


Palavras-chave


Zea mays, Phaeosphaeria maydis, Puccinia polysora, controle químico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v11n1p98-105