MANEJO DE GRAMÍNEAS CULTIVADAS EM FORMA EXCLUSIVA E CONSORCIADA COM Brachiaria ruziziensis E EFICIÊNCIA DO NITROGÊNIO APLICADO EM COBERTURA

WALDO ALEJANDRO RUBEN LARA CABEZAS

Resumo


O objetivo deste trabalho foi quantificar a eficiência de N-recuperado do sulfato de amônio (SA) aplicado em cobertura, nas gramíneas cultivadas em forma exclusiva, avaliar o desempenho de milho, milheto e sorgo granífero em sistema de manejo exclusivo e consorciado com Brachiaria ruziziensis e a produção de massa de matéria seca de ambos os sistemas de manejo. O experimento foi conduzido durante a safra de 2007/2008, em Argissolo Vermelho, eutrófico, a moderado, textura arenosa, no Polo Regional Noroeste Paulista, em Votuporanga, SP, Brasil. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em triplicata, composto de seis tratamentos de cultura-manejo. Cada repetição foi composta de sete fileiras de plantas com 15 m de comprimento. Foi avaliada a eficiência de N-recuperado do SA aplicado na dose de 80 kg.ha-1 de N em cobertura, parcelado em duas vezes iguais, nas gramíneas manejadas de forma exclusiva, a produtividade de grãos e a produção de massa de matéria seca na colheita, das gramíneas manejadas de forma exclusiva e consorciada. O milheto foi mais eficiente na recuperação do N-SA em relação a milho e sorgo, no primeiro parcelamento de cobertura nitrogenada, sendo similar para as três gramíneas após a aplicação do segundo parcelamento. A maior proporção do N-fertilizante foi determinada na parte aérea do milheto e nos grãos na cultura de milho. O sorgo apresentou distribuição similar entre a parte aérea e os grãos. A produtividade de grãos das gramíneas milho, milheto e sorgo não foi afetada pela presença da pastagem consorciada. As culturas com maior desenvolvimento vegetativo (milho e milheto) inibiram o desenvolvimento da B. ruziziensis. O menor desenvolvimento vegetativo do sorgo favoreceu o maior desenvolvimento da pastagem consorciada. O manejo em consórcio aumenta efetivamente a cobertura de solo, importante para regiões com outono/inverno seco.


Palavras-chave


Zea mays, Brachiaria ruziziensis, Sorghum bicolor, Pennisetum americanum, 15N-sulfato de amônio.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v10n2p130-145