CARACTERIZAÇÃO DO CULTIVO DE MILHO SAFRINHA DE ALTA PRODUTIVIDADE EM 2008 E 2009

JOSÉ CARLOS CRUZ, GUSTAVO HENRIQUE DA SILVA, ISRAEL ALEXANDRE PEREIRA FILHO, MIGUEL MARQUES GONTIJO NETO, PAULO CÉSAR MAGALHÃES

Resumo


O termo milho safrinha é empregado para o cultivo de milho de sequeiro semeado de janeiro a abril, após a colheita da cultura de verão. Para caracterizar os sistemas de produção de altas produtividades de milho safrinha foram coletados dados referentes a 1.138 lavouras que obtiveram produtividade acima de 5.000 kg ha-1, nos estados da região Centro-Oeste, em São Paulo e no Paraná. Embora tenham sido constatados rendimentos superiores a 8.000 kg ha-1 em todos os estados produtores de milho safrinha, a maior frequencia é de lavouras com rendimentos entre 5.000 e 7.000 kg ha-1. Nessas lavouras, predominou o plantio de híbridos simples e de ciclo precoce, no sistema plantio direto, com o milho sendo implantado no mês de fevereiro e cultivado geralmente após a soja. Em São Paulo e no Paraná, predominam o uso do espaçamento convencional, enquanto que nos estados da região Centro-Oeste a utilização de espaçamento reduzido é maior, especialmente em Goiás. A população de plantas variou de 45 a 65 mil plantas por hectare, com maior frequência no uso de 50 a 55 mil plantas por hectare. Cerca de 90% das lavouras receberam tratamento químico com fungicidas para o controle de doenças. O número de aplicações de inseticidas variou de zero até quatro aplicações, sendo mais frequente duas e três aplicações. 


Palavras-chave


Zea mays, sistema de produção, população de plantas , espaçamento entre fileiras, época de semeadura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v9n2p177-188