DESEMPENHO VEGETATIVO E QUALITATIVO DO SORGO FORRAGEIRO (Sorghum bicolor X Sorghum sudanense) EM MANEJO DE CORTES

MIKAEL NEUMANN, JOÃO RESTLE, ALEXANDRE NUNES MOTTA DE SOUZA, LUIZ GIOVANI DE PELLEGRINI, PAULA MARIA ZANETTE, JOSÉ LAERTE NORNBERG, ITACIR ELOI SANDINI

Resumo


O objetivo foi estudar o efeito associativo entre híbridos de sorgo forrageiro (Sorghum bicolor x Sorghum sudanense): AG-2501C; XBS-79001; P-855F e BRS-800 e período de avaliação durante o ciclo vegetativo da cultura (40, 75, 110 e 145 dias após plantio), sobre o desempenho vegetativo produtivo e qualitativo da planta em manejo de cortes. O delineamento experimental foi o de blocos inteiramente casualizados com quatro repetições, num esquema fatorial 4x4. Os fatores híbrido e data de avaliação interagiram (P  > 0,05 ) sobre a produção de matéria seca, participação de colmo e de folhas na planta, teores de matéria seca, de proteína bruta e de fibra em detergente neutro da planta inteira e dos componentes colmo e folhas. Não houve interação ( P < 0,05)  entre híbrido e data de avaliação somente para os teores de fibra em detergente ácido da planta inteira, do colmo e das folhas, mostrando valores médios de 37,35; 43,24 e 35,69%, respectivamente. Os híbridos mostraram variabilidade na relação folha/colmo, na produção de matéria seca e qualidade dos constituintes estruturais da planta dentro do ciclo produtivo, indicando sob avaliação somativa dos parâmetros que o híbrido P-855F foi o mais estável ao manejo de corte para alimentação de ruminantes.


Palavras-chave


fibra em detergente ácido, fibra em detergente neutro, produção de matéria seca, proteína bruta, Sorghum bicolor x Sorghum sudanense

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v9n3p298-313