PRODUTIVIDADE DE MILHO SAFRINHA NO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA, NA REGIÃO DE SORRISO, MATO GROSSO

JEFERSON ALTAIR BRAMBILLA, ANDERSON LANGE, ANTÔNIO CARLOS BUCHELT, JOÃO AGUILAR MASSAROTO

Resumo


Estratégias que busquem aumentar a produção de palha pelas culturas devem ser implementadas nos Cerrados, buscando consolidar a integração lavoura-pecuária. Objetivou-se avaliar o comportamento da cultura de milho safrinha integrado com Brachiaria ruziziensis, em diferentes modalidades, avaliando-se a produtividade de grãos de milho e a produtividade de massa do capim em sistema de semeadura direta, utilizando-se a integração agricultura-pecuária. O experimento foi implantado em campo, na Fazenda Nadiana, no município de Sorriso, MT, na safra 2007/2008, em um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso. Os tratamentos foram representados por cinco modalidades de cultivo: milho solteiro no espaçamento de 0,45 m entre linhas; milho com braquiária na mesma linha de semeadura, no espaçamento de 0,45 m; braquiária solteira no espaçamento de 0,45 m; milho no espaçamento de 0,90 m e braquiária a na entrelinha; milho com espaçamento de 0,90 m com braquiária na linha e entrelinha de semeadura. A presença da braquiária consorciada com o milho interfere de maneira significativa na produtividade de grãos. Entre os sistemas de cultivo testados no estudo, o consórcio milho mais braquiária na linha e na entrelinha proporciona a maior produtividade de massa de matéria seca, favorecendo a cobertura do solo.


Palavras-chave


Zea mays, Brachiaria ruziziensis, plantas de cobertura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v8n03p%25p