ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS GENÉTICOS DA PRODUÇÃO DE GRÃOS DAS POPULAÇÕES DE MILHO UFVM 100 E UFVM 200, SUMETIDAS A DÉFICIT HÍDRICO DAS POPULAÇÕES DE MILHO UFVM 100 E UFVM 200, SUMETIDAS A DÉFICIT HÍDRICO

RICARDO GONÇALVES SILVA, GLAUCO VIEIRA MIRANDA, COSME DAMIÃO CRUZ, JOÃO CARLOS CARDOSO GALVÃO, DÉBORA GONÇALVES SILVA

Resumo


Objetivando estimar os parâmetros genéticos quanto ao caráter peso de grãos de duas populações de milho, a fim de verificar seu potencial genético em condições contrastantes quanto à disponibilidade de água, foram tomadas, ao acaso, 49 famílias de meio-irmãos (FMI) de cada uma das populações UFVM 100 e UFVM 200, para avaliar a tolerância ao déficit hídrico com a utilização de dois conjuntos de experimentos, representando déficit hídrico e condições ótimas de irrigação. Os experimentos foram instalados no delineamento em látice 7 x 7, com duas repetições. A irrigação foi aplicada por aspersão e, para seu manejo, utilizou-se o tensiômetro. Os experimentos foram irrigados sempre que o potencial hídrico do solo apresentava –0,03 MPa; no entanto, os experimentos sob estresse hídrico não foram irrigados durante sete dias, até que o potencial hídrico do solo ficasse entre –0,09 e –0,1 MPa, nas fases vegetativa, de florescimento e enchimento de grãos. A parcela experimental foi formada por uma fileira com 5 m de comprimento e espaçamento de 0,90 m entre fileiras e 0,20 m entre plantas dentro das fileiras. Avaliou-se a produção de grãos em cada parcela. Realizou-se a análise de variância relativa às 49 FMI de cada população, em cada sistema de produção, bem como as estimativas dos parâmetros genéticos. Após as análises individuais, foram selecionadas, em cada sistema de produção, as 15% FMI mais produtivas, para estimar o ganho de seleção esperado, ao recombiná-las. O trabalho permitiu concluir que: não foi possível detectar variação genética indicando a possibilidade de melhoramento sob estresse hídrico, nas duas populações; houve baixo grau de concordância entre o desempenho das famílias em irrigação normal e déficit hídrico.


Palavras-chave


Zea mays L., déficit hídrico, parâmetros genéticos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v7n01p%25p