QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SORGO-DE-GUINÉ EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA

MARIANA ZAMPAR TOLEDO, CLÁUDIO CAVARIANI, JOÃO NAKAGAWA, ELZA ALVES, GUSTAVO PAVAN MATEUS, CARLOS ALEXANDRE COSTA CRUSCIOL

Resumo


O sorgo-de-guiné gigante destaca-se como uma espécie promissora nos sistemas de rotação de culturas, nas regiões de inverno seco. Dentre os fatores que interferem na produção de suas sementes, a ação do ambiente solo, em função do seu manejo, associada à nutrição adequada da planta, principalmente de nitrogênio, pode levar à obtenção de sementes de melhor qualidade. O presente trabalho objetivou verificar os efeitos de doses de nitrogênio em cobertura na qualidade fisiológica de sementes de sorgo-de-guiné. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com cinco tratamentos de nitrogênio, aplicados em cobertura, na forma de uréia, nas doses de 0, 50, 100, 150 e 200kg/ha, e quatro repetições. As sementes de sorgo-de-guiné gigante foram avaliadas mediante testes de teor de proteína, germinação e vigor. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, análise de regressão e teste de correlação. Pelos resultados, pode-se concluir que a qualidade fisiológica de sementes de sorgo-de-guiné gigante é afetada pela aplicação de nitrogênio em cobertura e que a dose de 100kg/ha foi a que resultou em sementes de melhor qualidade.


Palavras-chave


Sorghum bicolor, nitrogênio, germinação, vigor.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v6n02p%25p