COMPORTAMENTO DE CULTIVARES DE SORGO FORRAGEIRO EM DIFERENTES AMBIENTES AGROECOLÓGICOS DOS ESTADOS DE PERNAMBUCO E ALAGOAS

JOSÉ NILDO TABOSA, ODEMAR VICENTE DOS REIS, ANA RITA DE MORAES BRANDÃO BRITO, MÁRIO CÉSAR DUTRA MONTEIRO, JOSIMAR BENTO SIMPLÍCIO, JORGE ALBERTO CAVALCANTI DE OLIVEIRA, FERNANDO GOMES DA SILVA, ANDRÉ DIAS DE AZEVEDO NETO, FLÁVIO MARCOS DIAS, MÁRIO DE ANDRADE LIRA, JOSÉ JORGE TAVARES FILHO, MARTA MARIA AMÂNCIO DO NASCIMENTO, LUIZ EVANDRO DE LIMA, HÉLIO WILSON LEMOS DE CARVALHO, LUIZ RODRIGUES OLIVEIRA

Resumo


Avaliaram-se 20 materiais de sorgo forrageiro em diferentes ambientes agroecológicos, sendo cinco em Pernambuco e dois em Alagoas, com vistas à recomendação. Os materiais foram avaliados através das variáveis altura, produção de matéria seca e eficiência de uso de água. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados. As análises de variância para cada ambiente foram realizadas individualmente, sendo também realizadas análises conjuntas para os Estados de Pernambuco e Alagoas separadamente. As principais conclusões foram: as variáveis produção de matéria seca e eficiência de uso de água, quando associadas entre si, mostraram-se adequadas para a seleção de materiais de sorgo forrageiro, apenas para as condições de semi-aridez; os materiais CSF11 e CSF12 exibiram elevado desempenho em todos os ambientes avaliados, em Pernambuco e Alagoas, quando comparados aos demais.


Palavras-chave


Matéria-seca, eficiência de uso de água, altura de planta, forragem, semi-árido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v1n02p%25p