QUALIDADE E VALOR NUTRITIVO DAS SILAGENS DE TRÊS HÍBRIDOS DE SORGO (Sorghum bicolor L.) COLHIDOS EM DIFERENTES ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO

DANIEL ANANIAS DE ASSIS PIRES, ROBERTO GUIMARÃES JÚNIOR, DIOGO GONZAGA JAYME, LÚCIO CARLOS GONÇALVES, JOSÉ AVELINO SANTOS RODRIGUES, NORBERTO MARIO RODRIGUEZ, IRAN BORGES, ANA LUÍZA COSTA CRUZ BORGES, CRISTIANO GONZAGA JAYME

Resumo


Dois híbridos de sorgo de porte médio e colmo seco e um híbrido de porte alto e colmo suculento foram ensilados em oito estádios de maturação, a partir do florescimento. Foram 24 tratamentos com três repetições cada, sendo os três híbridos (AG 2006 e BR 700 - colmo seco, e BR 601 - colmo suculento) colhidos em oito estádios de maturação. Foram determinados os teores de MS, PB, perdas de MS, densidade, pH, nitrogênio amoniacal (N-NH3), fibra em detergente neutro (FDN), hemicelulose, celulose e lignina, DIVMS e porcentagem de fenóis totais. Utilizou-se o teste SNK para comparação das médias, com um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x8. Com o avanço do estádio de maturação, ocorreu aumento na produção de MS até o quinto estádio. Houve, ainda, aumento nos teores de MS, que atingiram o nível ideal entre 21 e 28 dias após o florescimento. Os teores de PB e das frações fibrosas reduziram-se com a maturidade. Obtiveram-se baixos níveis de pH e N-NH3 em todas as silagens, além de baixas perdas de MS. Os híbridos tiveram comportamentos diferentes nos parâmetros lignina e DIVMS. Avaliaram-se os fenóis totais pelo método de azul da Prússia e todas as silagens apresentaram-se com tanino. Não foi encontrada correlação negativa entre os fenóis e a DIVMS. O híbrido AG2006 foi superior aos outros dois híbridos em algumas características e o híbrido BR 601 apesar de ser de porte alto, foi superior ao híbrido BR 700, de duplo propósito, nas variáveis DIVMS e frações fibrosas.


Palavras-chave


ensilagem, forragem, nutrição animal, ruminantes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v5n02p%25p