ESTIMATIVA DA ÁREA FOLIAR EM MILHO ATRAVÉS DE ANÁLISE DE IMAGENS

PEDRO ABEL VIEIRA JUNIOR, DURVAL DOURADO NETO, SILVIO MOURE CICERO, LUCIO ANDRÉ DE CASTRO JORGE, PAULO AUGUSTO MANFRON, THOMAS NEWTON MARTIN

Resumo


É reconhecida a importância do índice de área foliar para diferentes culturas, notadamente, para estimar produtividade. Entretanto, no caso da cultura de milho, os métodos disponíveis atualmente são laboriosos, demorados e, principalmente, não contemplam a área foliar lesionada por pragas ou doenças, bem como a área foliar senescente, o que torna imprecisa a determinação da área foliar fotossinteticamente ativa. Foram comparadas as áreas foliares de plantas de milho produzidas em dois sistemas de irrigação (aspersão e sulcos), empregando-se o método descrito por Montgomery e a técnica de análise de imagens (utilizando o software SIARCS 3.0®). As áreas foliares determinadas por ambos os métodos foram semelhantes, sendo que a técnica de análise de imagens proporcionou a determinação das áreas foliares lesionadas e úteis.


Palavras-chave


Zea mays L., índice de área foliar, software.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v5n01p%25p