SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELO SORGO SEM TANINO EM RAÇÕES DE LEITÕES: DIGESTIBILIDADE DOS NUTRIENTES E DESEMPENHO ANIMAL

ELIAS TADEU FIALHO, JOSÉ AUGUSTO FREITAS DE LIMA, VLADIMIR DE OLIVEIRA, HUNALDO OLIVEIRA SILVA

Resumo


Foram conduzidos dois experimentos, no setor de Suinocultura do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA), para verificar a influência da substituição do milho por grão de sorgo sem tanino, para suínos em crescimento. O primeiro experimento (ensaio de metabolismo) teve como objetivo determinar o balanço de nitrogênio, coeficiente de digestibilidade da proteína bruta (CDPB), energia digestível (ED) e energia metabolizável (EM) das rações experimentais nas quais o sorgo substituiu o milho nos níveis de 0, 33, 66 e 100%. No segundo experimento, foi verificada a influência dos níveis de substituição sobre o desempenho dos animais. Os suínos utilizados nos dois experimentos eram mestiços (Landrace x Large White). O ensaio de metabolismo foi realizado em dois períodos, tendo sido utilizados 24 suínos machos castrados, com peso médio de 12,50 kg (±0,70). Utilizou-se a metodologia de coleta total de fezes e o óxido férrico como marcador fecal e cada período experimental teve a duração de 12 dias, sendo sete dias de adaptação e cinco dias de coleta de fezes e urina. O segundo experimento teve por objetivo verificar a influência da substituição do milho por grão de sorgo sobre o desempenho de leitões. Foram utilizados 96 suínos, com peso inicial de 9,40 kg (±0,86) e 35 dias de idade, distribuídos em um delineamento em blocos casualizados, quatro tratamentos e seis repetições. O período experimental foi de 30 dias e os tratamentos testados foram os mesmos do ensaio de metabolismo. Não houve efeito ( P>0,01) dos níveis crescentes de sorgo sobre a retenção de nitrogênio (RN), coeficiente de digestibilidade da proteína bruta (CDPB), energia digestível (ED) e energia metabolizável (EM). Os dados de consumo médio diário de ração (CMDR), ganho de peso médio diário (GPMD) e conversão alimentar (CA) não apresentaram diferenças (P>0,05) para nenhuma das rações testadas. Conclui-se que o sorgo pode substituir o milho até o nível de 100% em rações de leitões em recria (10 aos 30 kg), sem prejudicar a digestibilidade dos nutrientes e o desempenho dos animais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v1n01p%25p