FRAÇÕES FIBROSAS DOS MATERIAIS ORIGINAIS E DAS SILAGENS DE TRÊS GENÓTIPOS DE MILHETO [Pennisetum glaucum (L). R. BR.], EM DIFERENTES PERÍODOS DE FERMENTAÇÃO

ROBERTO GUIMARÃES JÚNIOR, LÚCIO CARLOS GONÇALVES, JOSÉ AVELINO SANTOS RODRIGUES, ANA LUIZA COSTA CRUZ BORGES, NORBERTO MÁRIO RODRIGUEZ, ELOÍSA OLIVEIRA SIMÕES SALIBA, IRAN BORGES, DANIEL ANANIAS DE ASSIS PIRES, DIOGO GONZAGA, JAYME GUSTAVO HENRIQUE FRIAS CASTRO

Resumo


Foram determinadas as frações fibrosas (FDN, FDA, celulose, hemicelulose e lignina) do material original e das silagens de três genótipos de milheto (CMS-1, BRS-1501 e BN-2) após um, três, cinco, sete, 14, 28 e 56 dias de fermentação, em silos de laboratório. Os teores de FDN variaram de 46,96 a 62,43% e os de FDA de 27,86 a 34,56%. Os teores de hemicelulose no material original foram significativamente maiores do que os encontrados para as silagens, após 56 dias de fermentação. Os valores médios de FDN, FDA, celulose, hemicelulose e lignina encontrados no material original e nas silagens após 56 de fermentação, foram, respectivamente, de 60,76 e 51,80%; 33,58 e 31,54%; 29,25 e 27,66%; 27,18 e 20,26% e 4,33 e 3,89%. Os teores médios de FDN e FDA encontrados neste experimento foram menores do que os normalmente relatados na literatura para a silagem de milheto. A fração hemicelulose serviu como fonte de substrato adicional ao longo do processo fermentativo. Os menores teores de FDN e FDA foram obtidos para o genótipo BRS-1501.


Palavras-chave


forragem, nutrição animal, carboidratos estruturais, ensilagem, milheto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v4n02p%25p