ESPÉCIES PARA COBERTURA E QUALIDADE DOS RESÍDUOS VEGETAIS NA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO EM REGIÃO DE INVERNO SECO

EDUARDO DO VALLE LIMA, CARLOS ALEXANDRE COSTA CRUSCIOL, PATRÍCIA DA SILVA LEITÃO-LIMA, JULIANO CORULLI CORRÊA

Resumo


Em regiões de clima tropical, a temperatura e a umidade são elevadas. Assim, na seleção de espécies destinadas à cobertura do solo em sistema de plantio direto (SPD), deve-se considerar a quantidade e a qualidade dos resíduos vegetais. Dessa forma, objetivou-se avaliar a quantidade e a qualidade de resíduos vegetais, produzidos num curto período de tempo, visando à implantação do SPD em região de inverno seco. O experimento foi conduzido no ano agrícola de 1999/00, na Fazenda Experimental Lageado, da Faculdade de Ciências Agronômicas/UNESP-Botucatu (SP), em Nitossolo Vermelho. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com quatro repetições. As parcelas foram constituídas por: 1-Sorghum bicolor (L.) Moench (grupo racial Guiné), cv. A; 2-Sorghum bicolor (grupo racial Guiné), cv. B; 3- Pennisetum glaucum (L.) R. Br., cv. BN2; 4- Panicum dichotomiflorum Mix; 5- vegetação espontânea. As espécies de cobertura foram dessecadas aos 53 dias após a emergência. Foram avaliadas a produção de matéria seca (MS), teor e acúmulo de macronutrientes e relação C/N, além da composição química, soma de cátions (Ca, Mg, Mn, K e Na) e condutividade elétrica dos extratos vegetais da parte aérea. O Pennisetum glaucum, no verão, apresentou elevado potencial para produção de MS, persistência da palhada e reciclagem de nutrientes, em curto período de desenvolvimento. O Panicum dichotomiflorum apresentou a possibilidade de colheita dos grãos antes da dessecação. Os sorgos do grupo racial Guiné (cv. A e B) destacaram-se como os resíduos mais eficazes na neutralização de H+Al e no acúmulo de Ca, Mg e K no perfil do solo.


Palavras-chave


sorgo, milheto, painço, cobertura morta, complexação orgânica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v4n02p%25p