AVALIAÇÃO DOS CARACTERES AGRONÔMICOS DE CULTIVARES DE SORGO FORRAGEIRO SOB DIFERENTES CONDIÇÕES TERMOFOTOPERIÓDICAS

ALESSANDRO GUERRA DA SILVA, VALTERLEY SOARES ROCHA, PAULO ROBERTO CECON, ARLEY FIGUEIREDO PORTUGAL, ORLANDO COSTA PINA FILHO

Resumo


Alguns cultivares de sorgo forrageiro apresentam sensibilidade ao fotoperíodo e isto provoca variações no rendimento e na qualidade de forragem quando cultivado em diferentes épocas do ano. A fim de obter maiores informações a este respeito, efetuou-se um experimento avaliando-se os cultivares de sorgo AG 2002, BR 501, BR 506, BR 601, BR 602 e BR 700 (forrageiros), AG 2005E e Massa 03 (duplo propósito) e AG 2501C e BRS 800 (corte e pastejo). Estes cultivares foram semeados em oito épocas, com início na primeira quinzena de outubro de 1999 e a partir daí, em intervalos de um mês até maio de 2000. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições, utilizando-se o teste de Scott-Knott para comparação das épocas de semeadura e cultivares. Os resultados permitiram concluir que os fotoperíodos não indutivos ao florescimento (maior que 12,9 h) proporcionaram maiores rendimentos de matéria seca, altura de plantas, número de nós e percentagem de colmos nos cultivares forrageiros. Os maiores rendimentos de forragem foram obtidos nas semeaduras de outubro, novembro e dezembro. Neste estudo, constatou-se que a percentagem de panículas e a de folhas e colmos apresentaram relação inversa.


Palavras-chave


sorgo, forragem, fotoperíodo, temperatura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v4n01p%25p