ÍNDICES DE SELEÇÃO PARA IDENTIFICAR GENÓTIPOS DE SORGO GRANÍFERO TOLERANTES AO ESTRESSE HÍDRICO

PAULO SÉRGIO CARDOSO BATISTA, JOSÉ SEBASTIÃO CUNHA FERNANDES, ARLEY FIGUEIREDO PORTUGAL, LUANNA VANESSA DE SOUZA CANGUSSÚ, MARCOS PAULO MINGOTE JULIO, CICERO BESERRA DE MENEZES

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de diferentes índices na identificação de híbridos de sorgo granífero adaptados aos ambientes com e sem estresse hídrico. Foram avaliados 16 híbridos em ambientes com e sem estresse hídrico, em três anos de cultivo, em Nova Porteirinha-MG. Nos ensaios com estresse hídrico, a irrigação foi suspensa aos 45 dias após a semeadura, pouco antes do florescimento. Nos ensaios sem estresse hídrico os híbridos foram irrigados até a maturação fisiológica dos grãos, 85 dias após a semeadura. Os índices de tolerância à seca por híbrido foram calculados com base no rendimento de grãos por parcela para os ambientes com estresse hídrico, sem estresse hídrico e significância do rendimento de grãos em condições com estresse e sem estresse hídrico. O estresse hídrico proporcionou redução no rendimento de grãos nos três anos de cultivo. Os índices MP (produtividade média), GMP (produtividade média geométrica) e MRP (desempenho relativo médio) foram adequados para seleção de genótipos de sorgo tolerantes ao estresse hídrico pós-florescimento.


Palavras-chave


Sorghum bicolor; estresse hídrico; esetresse abiotico; índices de tolerância

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v18n3p379-395