DESEMPENHO DE VARIEDADES DE SORGO DUPLA APTIDÃO SUBMETIDAS A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA

JOÃO PAULO NUNES COSTA, ANDREA RAQUEL FERNANDES CARLOS DA COSTA, JOSÉ FRANCISMAR DE MEDEIROS, MAX VENÍCIUS TEXEIRA DA SILVA, VITOR ABEL DA SILVA LINO

Resumo


Objetivou-se avaliar a produtividade de grãos e de colmos, e a qualidade do caldo de cultivares de sorgo dupla aptidão, submetidas a diferentes concentrações salinas da água e lâminas de irrigação. Os fatores estudados foram arranjados em parcelas subdivididas (4x3)x3, sendo as quatro concentrações salinas (CE = 0,8; 2,4; 3,4; e 4,8 dS m-1) e as três lâminas (306, 378 e 490 mm) em fatorial nas parcelas e as três cultivares nas subdivididas (BRS 506, IPA 2502 e Ponta Negra), e delineados em blocos casualizados com quatro repetições. O experimento foi conduzido por 120 dias, e nesse período as plantas foram avaliadas quanto a produção de grãos, massa seca e fresca do colmo e ºBrix do caldo. Observou-se que a redução de 23% da lâmina considerada potencial para a cultura não prejudicou o rendimento total e de colmos das cultivares de sorgo BRS 506 e Ponta Negra. A cultivar de sorgo BRS 506 é mais sensível a salinidade, porém apresenta os maiores teores de sólidos solúveis, sendo a mais indicada para produção de etanol e açúcar. Não houve efeito significativo das lâminas de irrigação e da salinidade da água de irrigação sobre a massa de 100 grãos e produtividade de grãos das cultivares de sorgo. A cultivar IPA 2502 apresenta o pior rendimento independentemente da lâmina e da salinidade da água de irrigação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v18n3p417-428